A (tentativa) de reconstrução do PSD de Blumenau

O PSD, partido que já teve em suas fileiras vereadores como Mário Hildebrandt, Marcelo Lanzarin, Fábio Fiedler, Robinsom Soares e Professor Gilson, entre outros, tenta se reconstruir na cidade com uma nominata para a eleição de 2020 sem grandes figurões, mas com candidatos com potencial de votos entre mil e dois mil e quinhentos, muitos que concorreram a eleição por outros partidos em 2016.

Neste contexto, a Executiva Municipal, comandada pelo deputado estadual Ismael dos Santos, promoveu nesta segunda-feira um encontro com pré-candidatos. O evento contou com a presença do ex-prefeito Napoleão Bernardes.

O objetivo é repetir o desempenho da última eleição, quando elegeu dois vereadores, que não estão mais na sigla: Jovino Cardoso Neto e Professor Gilson.

Uma aposta vem da Igreja Assembleia de Deus, que irá concorrer diretamente com o próprio Jovino Cardoso Neto e com outro parlamentar ligado à Igreja que tentará a reeleição, Marcos da Rosa. É Andrey Forte, diretor do CTV, Centro Terapêutico Vida, que faz um importante trabalho social com dependentes químicos.

Do MDB, o partido contabiliza a vinda de Eliomar Russi, Ivanor e João Muniz, que juntos fizeram mais de 4700 votos. Tem ainda egressos do ex-PPS.

Uma novidade é a presença do ex-delegado regional Rodrigo Marchetti na nominata.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta