A primeira viagem oficial de Moisés a Brasília

Com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) em Davos, o governador Carlos Moisés (PSL) cumpriu sua primeira agenda oficial na capital federal nesta quinta-feira. Acompanhado de secretários, foi recebido por quatro ministros.

Uma das agendas foi no ministério da Infraestrutura e tratou da duplicação das BRs 470 e 280.

O governador e o secretário de Estado de Infraestrutura, Carlos Hasller, foram recebidos pelo ministro Tarcísio Gomes de Freitas. Moisés defendeu a prioridade estabelecida pelo Governo de investir em Infraestrutura. “É a mola propulsora do desenvolvimento, nós acreditamos no retorno imediato dos investimentos nessa área, o que permitirá atender com melhor qualidade as demandas dos outros setores”, disse o governador Moisés.

O ministro afirmou conhecer as demandas de Santa Catarina, especialmente as do modal rodoviário, e garantiu que serão alocados recursos para o andamento das obras de duplicação tanto da BR-470 (12 km deverão ser liberados ainda em 2019) como da BR-280. Para esta rodovia, está previsto, já para as próximas semanas, o empenho de R$ 65 milhões em todos os trechos.

O ministro Tarcísio Gomes de Freitas também assegurou que o orçamento federal deverá contemplar melhorias na malha viária da região Oeste e a conclusão de obras como a terceira faixa da via expressa, em Florianópolis, e o contorno de Jaraguá do Sul.

Durante o encontro, os participantes reforçaram a importância da sincronia das ações dos governos federal e estadual para agilizar obras como o acesso ao novo terminal do aeroporto de Florianópolis, que também estará concluído em 2019.

“Conhecemos as demandas de Santa Catarina e queremos ser parceiros nos encaminhamentos que promovam o desenvolvimento da infraestrutura no estado”, reforçou Tarcísio Gomes de Freitas apontando a necessidade de rodovias com boa performance para o escoamento da produção até os portos.

A outra agenda foi política, na Casa Civil. Na conversa com o ministro Onyx Lorenzoni, o governador Moisés e o secretário de Estado da Casa Civil, Douglas Borba, trataram de dois temas em especial: estreitar a relação governamental entre as duas esferas e o Pacto Federativo.

Para o alinhamento das ações, o ministro entregou ao governador e ao secretário uma cartilha com as metas prioritárias já para os primeiros 100 dias de Governo. Já com relação ao Pacto Federativo, a expectativa é evoluir nas tratativas envolvendo o aumento do repasse do fundo de participação aos estados e municípios e da renegociação da dívida do Estado com a União.

“É fundamental a busca constante de alinhamento entre os governos estadual e federal para a construção de alternativas de competência comum. A otimização de recursos garante a entrega mais eficiente dos serviços públicos à sociedade”, enfatizou o secretário Douglas Borba.

“Portas abertas para Santa Catarina, estamos prontos para ajudar no que for possível” interagiu o ministro Lorenzoni.

E ainda teve outras duas agendas, uma no Ministério do Desenvolvimento Regional e outro no do Meio Ambiente.

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta