A estranha desincompatibilização de dois tucanos que não querem ser candidatos

Dois nomes que foram exonerados da Prefeitura de Blumenau na última sexta-feira por conta do limite do prazo eleitoral para serem candidatos em outubro chamaram a atenção. Os dos tucanos Éder Boron, da Secretaria de Trânsito e Transportes e Leandro Índio da Silva, da Intendência da Vila Itoupava.

Apesar de filiados ao PSDB há um bom tempo, os dois são secretários considerados técnicos, são reconhecidos pelo bom trabalho desenvolvido e mais de uma vez externaram que não gostariam de ser candidatos, pelo menos nesta eleição.

Leandro Índio chegou a fazer uma publicação em suas redes sociais recentemente, quando disse que preferia prosseguir trabalhando na Vila Itoupava. Éder comemorou sua recente nomeação para fazer a transição de autarquia para a secretaria no Seterb, imaginando que a nova responsabilidade o afastaria de ser cogitado para participar do processo eleitoral neste ano.

Mas, com a definição de sexta, os nomes estão a disposição do PSDB, que ainda não sinalizou apoio ao projeto de reeleição do prefeito Mário Hildebrandt, apesar da sigla ser a maior detentora de cargos comissionados na Prefeitura. Nos bastidores, diz que existem costuras sendo feitas no andar de cima para levar os tucanos para uma eventual candidatura de João Paulo Kleinübing.

Esta indefinição incomoda os dois e mais alguns na sigla.

“Qualquer diálogo sobre o tema só prosperará quando o PSDB declarar apoio a reeleição do prefeito Mario. Era constrangedor integrar o governo como filiado ao PSDB por todo o mandato, e como membro da Executiva do partido, assistir a cogitação de estarmos em outro projeto”, diz Índio.

Éder, que deve voltar para o Gabinete do Prefeito, onde exercerá uma função que não seja ordenador de despesa e poderá ficar por mais três meses caso saia candidato, se manifestou no final da noite de sexta.

“Não tenho essa convicção pessoal de uma candidatura, mas com os meus 22 anos de serviço público e minha formação acadêmica e profissional, sinto-me extremamente maduro, confortável e preparado, se essa for a definição futura”, afirma.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta