TV Informe: “Eu fiquei triste”, diz Marcos da Rosa, sobre eleição na Câmara de Blumenau

Vereador mais votado na última eleição, o que o cacifou para ser o presidente do Legislativo por dois anos, Marcos da Rosa (DEM) está até este final de semana como prefeito interino de Blumenau. Uma manobra de um grupo de vereadores, liderada pelo presidente interino Almir Vieira (PP) convocou a eleição para a terça-feira passada, excluindo Marcos do processo.

Conversei com ele na Prefeitura nesta quarta-feira.

“Hoje estou como prefeito interino, mas sou vereador. Eu tenho o direito como todos de votar e até ser votado, de fazer uma composição. Acabei sendo preterido do processo”, disse o prefeito interino.

Mas disse que não se sentiu traído: “o meio político é cheio de articulações e eu sabia que podia acontecer, mas fiquei triste, pois fui excluído do processo”, afirma.

4 Comentário

  1. Triste estamos nós sr. vereador com as ingratidões e VOTAÇÕES NA SESSÃO EXTRA, promovido por este legislativo…ABSURDO!
    “o meio político é cheio de articulações”..!!!!!!!????????
    POUPE os contribuintes-eleitores!
    ME DÃO PENA!

  2. Desculpa, ficou triste. Mas tem autoridade pra mudar isso! Nós que pagamos tanto imposto ficamos desolados.

  3. Mas disse que não se sentiu traído: “o meio político é cheio de articulações e eu sabia que podia acontecer, mas fiquei triste, pois fui excluído do processo”, afirma.

    Só falta dizer que a acredita que o trenó do Papai Noel vai atropelar o Coelhinho da Páscoa .

  4. Óhhhhh, tadinho, foi excluído. Desejo que seja excluído da política. Falso crente, és uma vergonha…. Legislando em causa própria só.

Deixe uma resposta