Táxis nos corredores de ônibus de Blumenau

Foto: Marcelo Martins/PMB

O nosso leitor Ivo Reinhold enviou uma reflexão sobre a proposta que tramita na Câmara Municipal de Blumenau, de liberar os corredores exclusivos de ônibus em Blumenau também para táxis. Confira.

Por Ivo Rogério Reinhold – Engenheiro Civil

Gostaria de expressar minha indignação com relação ao trânsito de táxis nos corredores de ônibus de Blumenau.

Sabe-se que o táxi serve de transporte de forma cômoda para o deslocamento de pessoas que não optam por utilizar o transporte coletivo, seja ele visitante ou não. E, também, o táxi é um serviço regulamentado pelo poder público, mas não é “coletivo” e sim de uso exclusivo de quem contrata denotando desta forma um transporte com características individuais.

Destaco que o custo do táxi é muito maior comparado ao custo por ônibus e ele é utilizado em sua grande maioria por pessoas de renda média ou alta.

Com relação a estrutura viária utilizada pelo ônibus, já se sabe que a mesma foi projetada somente para esse tipo de modal, como é o caso dos corredores, aqui em Blumenau.

Assim, se os táxis forem utilizar os corredores, com toda certeza, a velocidade e a freqüência do ônibus serão prejudicadas, pois irá aumentar o tempo de viajem devido o aumento de veículos no fluxo dos corredores que acarretará baixa velocidade dos ônibus.

Também, devido ao entra e sai dos táxis nos corredores, pois a maioria dos ônibus terão que diminuir a velocidade e isso irá prejudicar ainda mais o fluxo.

O transporte coletivo por ônibus foi idealizado para pessoas, em geral, de baixa renda que se deslocam de um ponto ao outro na cidade, e também o corredor veio a facilitar este deslocamento para todas as atividades que porventura um cidadão qualquer venha realizar no município.

Assim, para concluir, na minha visão, até mesmo com experiência em estudos avançados reitero que é inviável o deslocamento do táxi nos corredores de ônibus, pois a pessoa cativa que utiliza este meio de transporte, em situação muito rara utiliza o táxi para se deslocar.

LEMA: Nada de táxi nos corredores de ônibus em Blumenau

2 Comentário

  1. Gabriel de Souza Oliveira (Estudante de Engenharia Civil - usuario do transporte publico) disse:

    Concordo com a colocação do leitor Engenheiro Ivo Reinhold, o fluxo do nosso transporte público do sistema viário atual será severamente afetado, com a suposta liberação do uso da faixa exclusiva para ônibus para a circulação de táxis. Todos nós estamos habituados com o constante intenso trânsito na cidade, passando constantemente pelo efeito dominó, onde apenas uma pequena frenagem pode acarretar o interrompimento do transito no início do mesmo. Imagine uma minoria mais afortunada influenciando de uma forma totalmente negativa no fluxo do transporte público, onde a população necessita o não atraso para compromissos de jornadas relacionadas a trabalho, saúde e educação. Concluo minha posição deixando um questionamento para os interessados no tema, o compromisso dessa minoria mais afortunada, é mais importante que as necessidades básicas – saúde, educação e trabalho, de uma população inteira?

  2. Concordo plenamente e parabenizo o insigne Prof.Dr. Eng. Ivo Reinhold pela explanação.
    Populismo pode atrapalhar a cidade e a mobilidade.
    Corredor “exclusivo” é, como já diz o nome: exclusivo!

Deixe uma resposta