Proposta do bueiro inteligente é apresentada na Câmara de Vereadores de Blumenau

Foto: Rafael Carrasco/CMB

Nas últimas semanas, a iniciativa do blumenauense Tiago dos Santos ganhou grande repercussão, até nacionalmente. Ele é o autor do “1º Bueiro Inteligente de Blumenau”, que tem como objetivo reter e armazenar todo tipo de resíduo, orgânico ou artificial no cesto coletor, deixando apenas a água pura passar por ele, melhorando assim a qualidade da água despejada no Ribeirão.

Ele levou sua ideia para os vereadores, na sessão desta quinta-feira , 29. Tiago ocupou a tribuna livre para falar sobre o aumento da poluição no mundo e apresentar a eficiência do projeto. Foi a convite do vereador Alexandre Caminha (PSD).

Destacou que segundo a ONU – Organização das Nações Unidas, um milhão de garrafas são compradas a cada minuto e que cerca de 13 milhões de plásticos chegam aos oceanos todo ano.

Disse que Blumenau é cortada por 10 córregos na cidade de pequeno porte, que deságuam em 25 ribeirões de médio porte e depois em 5 ribeirões principais. “Blumenau tem uma parcela significativa na poluição das águas”, sustentou. Explicou que entre 80% a 90% do lixo dos oceanos são oriundos de cidades continentais.

Exibiu imagens de vários bueiros da região central de Blumenau, com lixo preso na grade. Falou ainda da barreira ecológica que instalou no ribeirão Jararaca, no bairro Escola Agrícola para conter o lixo. Apresentou os itens que recolheu no último fim de semana durante a limpeza que realizou.

Falou de algumas ideias que conheceu mundo afora que inspiraram sua criação. Disse que a grande vantagem do bueiro inteligente é que permite fácil limpeza, inclusive pelos próprios moradores. Falou sobre a repercussão da sua iniciativa. Argumentou que vários veículos de comunicação e políticos de outras cidades lhe procuraram. “As postagens feitas nas redes sociais permitiram que pessoas marcassem políticos do país inteiro para apresentar essa ideia”, explicou.

Por fim, sugeriu que sejam estabelecidos critérios para que as novas ruas passem a contar com algum sistema parecido para evitar poluição de rios e do oceano. Falou sobre a padronização dos bueiros e sobre a criação da campanha “adote um bueiro”.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta