Prefeitura de Blumenau propõe aos servidores repor inflação de 1,69% em janeiro de 2019

.

Publicidade camara_blu_hz

O índice de reposição da inflação é pequeno para o bolso do servidor, 1,69%. Mas nas contas do empregador, neste caso a Prefeitura de Blumenau, o impacto é grande.

Este contexto pautou a segunda reunião da comissão de negociação entre servidores e Prefeitura, nesta terça-feira, 15.

A Prefeitura propôs a reposição do INPC no salário e vale alimentação para o começo do ano que vem. E ignora as outras pautas da campanha salarial, que são de de outras negociações.

Os argumentos dos representantes da Prefeitura são os mesmos de sempre. “Perda de receitas significativas, ainda como reflexo da crise econômica que afeta o país desde 2015, o que diminuiu a capacidade de caixa para o reajuste salarial. A redução total na arrecadação foi de quase R$ 20 milhões, em comparação ao que havia sido orçado para este ano na Lei Orçamentária Anual (LOA)”, diz o material da Secom.

A Prefeitura argumenta com  o crescimento vegetativo da folha de pagamento, calculado em 3,72% ao ano, o equivalente a aproximadamente R$ 21 milhões. 

O Sintraseb obviamente não gostou. Está chamando para a próxima terça-feira, 22, em dois horários (às 8h30 e às 15h), uma reunião de representantes por locais de trabalho.  O encontro determinará o humor dos servidores para uma queda de braço com o governo.

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta