Patriota, um sonho de verão

Em setembro, o  novo partido se organizou em Blumenau sonhando com a pré-candidatura à Presidência da República do deputado federal carioca Jair Bolsonaro.

Aqui na cidade, duas pré-candidaturas a deputado estadual dariam um palanque para Bolsonaro e, como contra-partida,  surfariam embaixo do guarda-chuva do “mito”. São eles, o suplente de deputado Ivan Naatz e o vereador Ricardo Alba, que migrou do PP para o novo partido.

Cerca de seis meses depois, o presidenciável mudou de ideia e recentemente filiou-se ao PSL, deixando o Patriota e seus pré-candidatos a ver navios.

Naatz e Alba estão de malas prontas, mas relutam a divulgar seu novo destino. O caminho natural, em especial para Alba, é o PSL, ele que tem uma ligação forte do ponto de vista ideológico com Bolsonaro.

Já Naatz, cuja relação com o pré-candidato à Presidência é mais pragmática, também é pragmático na sua definição. Estuda a sigla que dará a ele as melhores condições de emplacar a sua candidatura a deputado estadual.

Tem também o primeiro presidente da siga em Blumenau, o policial civil Rui Godinho, que já anunciou sua ida para o PSL, onde é pré-candidato a deputado federal.

1 Comentário

  1. Somente votarei no Bolsonaro se lá na frente, no segundo turno, ele estiver concorrendo com um mais destravado/boquirroto/porra louca/inconsequente/ mal educado etc. do que ele!

    O importante é que se não vote em político VELHO!

    Hasta la vista, babies!

Deixe uma resposta