OSBLU pede transparência no debate sobre a nova sede da Câmara de Blumenau

Foto: Facebook Marcos da Rosa

Na última quarta-feita, 13, representantes do Observatório Social de Blumenau reuniram-se com a Mesa Diretora da Câmara Municipal para saber o estado em que se encontram as discussões sobre aquisição, construção ou locação de uma nova sede.

Estiveram presentes pela Câmara os Vereadores os integrantes da Mesa Diretora: o presidente Marcos da Rosa (DEM), o vice Almir Vieira, o primeiro secretário Zeca Bombeiro (SD) e o segundo Marcelo Lanzarin.  Pelo OSBLU estiveram presentes Jorge Lobe (Presidente), Edegard Tarouco (Comissão Moralidade Pública da OAB e Voluntário do GT Câmara), Regina Junkes (Voluntária) e Marcos Belicanta (Presidente do Sinduscon e Conselheiro do OSBLU).

O Observatório protocolou Ofício 1826 em que solicita providências para se assegurar dois pontos nesta discussão, que é a transparência nos procedimentos de negociação da aquisição, construção ou locação da nova sede e o debate público em vista da realização do negócio economicamente menos oneroso para a Sociedade.

O OSBLU pede que a Câmara dê visibilidade para a estrutura e a necessidade futura, que todas informações sejam disponibilizadas no Portal Transparência, que os trabalhos da comissão do Legislativo para debater o assunto sejam transmitidas pela TVL e que os encaminhamentos sejam apresentados e discutidos em audiência pública, entre outras ações.

Marcos da Rosa disse que a nova sede do Poder Legislativo de Blumenau está em análise e discussão, “inclusive com a criação de um comitê de avaliação de todas as propostas e sugestões já apresentadas, assim como as que ainda surgirão.”

O presidente do Observatório, Jorge Lobe, considerou a reunião produtiva.

O ofício do Observatório Social de Blumenau você confere aqui.

 

2 Comentário

  1. Gastam uma fortuna de alugueis e só agora pensam em nova sede ?

    Porque não ficaram no prédio da Prefeitura e naquele momento fizessem o que estão fazendo agora ?

    Simples , o dinheiro não é deles , gastam a rodo .

  2. Enquanto isso segue buracos nas nossas ruas , limpeza das praças e suas respectivas manutenções preventivas e curativas.
    Falta materiais básicos na escolas .
    Exames medicos levam meses a serem agendados.
    Mas a preocupação e por um prédio novo?

    Ja se perguntaram o que a população quer?!

    Obs segurança nem se fala!

Deixe uma resposta