O salário mínimo, o visto, o depósito, as armas e mais

Bolsonaro e o salário mínimo

O presidente Bolsonaro tem até 15 de abril para definir a regra de reajuste do salário mínimo.

Na regra atual, o reajuste leva em consideração a inflação do ano anterior, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor, mais o crescimento do Produto Interno Bruto de dois anos antes. Neste modelo, o piso, em sua maioria, tem reajuste real, acima da inflação, a não ser quando a economia não cresce.

Para Clemente Ganz Lúcio, diretor técnico do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), o governo tem indicado que não deve seguir com a política de valorização do salário mínimo por causa do impacto no Orçamento.

Alguns especialistas são a favor da mudança na regra.

Bolsonaro deve mudar e o reajuste ser menor.

Informações: UOL

Medida unilateral sobre o passaporte

Em mais uma transmissão ao vivo pela internet, Bolsonaro falou sobre a expectativa para a viagem aos Estados Unidos, no domingo (17). O presidente deve anunciar que o Brasil não vai mais exigir visto de imigrantes de quatro países: Japão, Austrália, Canadá e Estados Unidos.

Cobra o mesmo brasileiro patriota!

Informações: Band

O maldito corretor!

O corretor automático já te colocou em alguma situação complicada? Isso aconteceu – esperamos – no Diário Oficial da União. Na edição desta quinta-feira (14), um trecho diz: “esta porcaria entra em vigor na data de sua publicação”.

A palavra deveria ser portaria. Foi assinada por Sostenes Florentino da Silva, substituto do superintendente do Ibama no Estado da Bahia.

Será que foi o corretor? Ou já tem alguém estressado por lá?

‘Persona non grata’

Um dos entusiastas da candidatura e das declarações do agora presidente Bolsonaro, o agora deputado federal Alexandre Frota afirmou no Twitter ser “persona non grata” no governo.

O motivo? O parlamentar defendeu o afastamento temporário do senador e filho do presidente Flávio Bolsonaro (PSL) para responder às suspeitas em torno dele e do seu ex-assessor Fabrício Queiroz.

Concordo com os dois, o governo e o Frota!

Com informações: Yahoo

Caso Marielle

O Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) apontou em um relatório um depósito de R$ 100 mil, em dinheiro, na conta do policial reformado Ronnie Lessa, denunciado pelo assassinato de Marielle e Anderson.

O depósito foi feito sete meses depois do crime.

Informações: G1

Humanos com armas, eu sou contra!

Nesta semana armas nas mãos de humanos tiraram a vida de outros humanos.

Um ataque a uma escola em Suzano (SP) terminou com 10 pessoas sem vida, oito continuam internados.

Uma tentativa de assalto terminou com um PM baleado na Freguesia do Ó (SP).

Ataques a duas mesquitas deixam mais de 40 pessoas mortas na Nova Zelândia.

Edivânia Maria de Oliveira morre por bala perdida em assalto ao aeroporto Quero Quero em Blumenau. Ela trabalhava em uma empresa vizinha ao local.

Senador Flávio Bolsonaro (PSL) apresentou nesta quarta-feira (13) um projeto que flexibiliza as condições para a instalação de fábricas civis de armas de fogo e munição no Brasil.

Não tem como ser a favor de armas, não na mão de humanos.

Resumo do Brasil: Bolsonaro e o salário mínimo, uma medida unilateral sobre o visto, o maldito corretor, Alexandre Frota persona non grata, o depósito para Ronnie Lessa e o humano e suas armas.


Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta