Natal de otimismo e boas vendas

Helio Roncaglio

presidente da CDL Blumenau

 

 

Vamos ter um grande Natal em 2018. As pessoas estão mais otimistas e os empresários já estão preparados. Com certeza as vendas serão melhores que no ano passado. Esperamos um aumento no volume e valor das compras, visto que o consumidor está mais disposto e tranquilo em gastar um pouco a mais.

De acordo com uma pesquisa da CNDL e SPC Brasil, é possível estimar que o Natal deva injetar aproximadamente R$ 53,5 bilhões na economia, em todo o país. Em Blumenau, acreditamos que o comércio cresça de 3% a 4% a mais que o ano anterior, o que representa um bom indicador, visto que os empresários adequaram os estoques e as vendas para um cenário mais conservador. Então, o crescimento será real.

Diversos dados sustentam o otimismo no setor. Um deles é que os empresários e profissionais do comércio estão mais preparados. A CDL Blumenau, em parceria com a UniSagres fez a sua parte. De janeiro a novembro de 2018, a entidade ofertou 15 cursos e para dezembro estão previstos mais quatro. Nesse período 980 pessoas passaram por capacitação. Além disso, promovemos três palestras, inclusive uma preparatória para vendas de Natal. Ao todo, 1753 profissionais participaram.

Outra ação que contribui para essa preparação do empresário é o Fórum Análise de Crédito, realizado gratuitamente pela CDL aos associados. Nele, profissionais que atuam com análise, concessão e cobrança de crédito discutem maneiras profissionais e seguras de exercer a atividade, oportunizando crédito ao consumidor.

Essa capacitação também é extremamente relevante, ainda mais neste momento em que as vendas no crediário voltaram a crescer. O consumidor está mais confiante que pode assumir uma dívida e o lojista mais preparado e seguro para vender no crediário. Nesse sentido, notamos um crescimento nas consultas ao SPC, atividade oferecida pela CDL Blumenau, na casa de 20%, o que aponta para o crescimento de vendas nessa modalidade.

Outro fator que traz otimismo tanto para consumidores, quanto para empresários é o novo cenário econômico, que tem melhorado após as eleições. O empresário está mais confiante em contratar e comprar mercadorias e o consumidor mais seguro em gastar, ainda mais com dinheiro extra no bolso.

Nesse contexto, temos a entrada de recursos como 13º salário e férias. De acordo com o Sistema de Informações Gerenciais e de Apoio à Decisão (Sigad), da Furb, para 2018 a projeção é de R$ 400.501.980 a mais na economia local em virtude do recebimento de 13º salário (considerando as duas parcelas). A referência é a Relação Anual de Informações Sociais (Rais) do Ministério do Trabalho e Emprego.

No momento das compras, destaca-se que os consumidores buscam um diferencial, que vai além dos descontos e condições de pagamento. Nesse sentido, os associados à CDL Blumenau têm a promoção Magia de Natal, que vai sortear R$ 100 mil em prêmios, entre eles um carro VW e uma moto BMW.

Recentemente muito se falou também em contratação de funcionários temporários pelo comércio para atender a grande demanda de consumidores. Tudo de maneira simples, até mesmo em virtude da reforma trabalhista, que tem flexibilizado as relações entre contratante e contratado, gerando mais empregos sem tirar direitos dos funcionários.

Entretanto, infelizmente, fomos surpreendidos por uma atitude dos sindicatos, que estão agindo na contramão da geração de empregos formais e renda à população. O que vimos em Blumenau e outras cidades do Estado são sindicatos cobrando taxas para que o comércio possa ampliar o horário de atendimento, neste fim de ano.

Em Blumenau, o sindicato patronal tem exigido um Certificado de Regularidade, que é emitido pelo Sindilojas mediante ao pagamento das Taxas Negocial e de Serviços revertida para o sindicato patronal, cujo o valor é fixado pelo número de funcionários de cada loja.

A CDL Blumenau, como entidade associativista, está preocupada com esta deliberação e, de forma legal, tentando reverter a situação. A entidade defende o livre comércio e entende que esta imposição por parte do sindicato pode afetar a economia, visto que muitos empresários não abrirão o comércio em horário estendido e nem mesmo contratarão funcionários temporários.

Ou seja, são menos contratações, menos emprego, menos geração de renda e podendo refletir até mesmo nas vendas. O desempenho dos lojistas não pode ser afetado por questões retrógradas, que entendemos que a reforma trabalhista já havia superado.

A CDL Blumenau continuará trabalhando por um comércio mais forte, para que continue gerando emprego e renda de forma significativa a centenas de famílias. Vamos aproveitar a melhora nos cenários político e econômico e fazer deste Natal um ótimo indicador para que 2019 seja repleto de mais conquistas e boas vendas o ano todo.

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta