“Me envergonha fazer parte desta entidade”, afirma Alexandre Caminha sobre a Somar

O vereador Alexandre Caminha (PSD), que não é candidato em 2018, fez um discurso contundente contra a SOMAR, por conta dos outdoors colocados na cidade sobre gastos do Legislativo.

Inclusive fez uma proposta – esdruxula, diga-se de passagem, mas para marcar posição – para que o Centro Empresarial Blumenau abrisse as portas de seu luxuoso prédio para ser a sede da Câmara Municipal, leia aqui.

“Eu faço um trabalho sério na casa Legislativa”, dizendo quer não aceita a crítica, ainda mais neste momento. “Façam algo pelo Brasil”, afirmando que a Sociedade Maçônica Regional e as entidades empresariais deveriam estar debatendo outros temas, como a representatividade do Vale nestas eleições, pacto federativo e outros temas em pauta da política nacional.

E contra-ataca. E diz que quer saber quem pagou o terreno onde está o prédio do CEB e como ele foi construído.

Lembrou que muitos colegas vereadores, inclusive ele, fazem parte da Maçonaria local. “Me envergonha fazer parte, fizeram uma reunião fechada, não discutiram com ninguém”, bradou.

Esta parte está no final, mas vale a pena assistir todo depoimento.

6 Comentário

  1. Somar deveria fazer critica aos absurdos do judiciário, poder sobre o qual a população não tem influencia nem respostas e que vive em palácios com suas mordomias e trabalha pouco, no executivo e legislativo a cada dois anos temos eleições para fazer a faxina.

  2. Vocês, vereadorzinhos de Blumenau são a vergonha da cidade!

    Não teve um inclassificável de vocês que sequer se dignou subir à tribuna para apoiar, desaprovar ou comentar o documento do G6 que tratava da questão da redução de gastos da Câmara de Vereadores.

    Sobre a sandice que o Caminha tratou, eu lhe digo que essa sua ação é denominada de diversionismo, pois, no popular, uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa totalmente diferente.

    Por todas estas incoerências é que vos digo:

    DEFENESTRÁ-LOS-EI!

    Leiam o livro da Claudia Walin, Um País Sem Excelências e Mordomias e sintam vergonha!

    Vergonhaaaaaaa!

  3. Lembrando que o vereador Caminha…… trocou de quantos partidos mesmo????
    Este, Sr. vereador é o SENTIMENTO de muitos contribuintes-eleitores….
    ME DÃO PENA!!!!

  4. Se não concorda, mostre que eles estão errados .

    Ficou chateado simplesmente por estar estampado na cidade o que fazem com nosso dinheiro,
    porque não é contra os comissionados da câmara , que tem mais gente que espaço ?
    Quantos comissionados indicou para o executivo ?

    A verdade dói , chore .

  5. Os vereadoreszinhos de Blumenau, pequenos e apequenados (TODOS), usaram a estratégia dos peixes quando se reúnem/juntam em cardumes…

    Assim, tentarão se proteger dos predadores da SOMAR, da ACIB, da OAB Blumenau, da Intersindical Patronal, da CODEIC e da CDL, entidades estas denominadas G6.

    Não teve um “macho” que sequer se dignou subir à tribuna para discordar, apoiar ou, enfim, fazer algum comentário sobre o documento altamente técnico que o G6 enviara à Câmara de Vereadores sugerindo redução de gastos do legislativo.

    O que mais me deixou estupefato foi o fato daquele vereadorzinho que chamarei de sylvinho zimmermannzinho netozinho – pela insignificância da sua personalidade – não ter tugido nem mugido, ele que, acredito eu, terá sido apoiado por grande parte das pessoas que integram o tal G6.

    Mas fica tranquilo, sylvinho, pois o pessoal aqui de Blumenau – o G6 em peso – não vêem a hora de votar em ti para deputadozinho estadualzinho.

    O que fazem as más companhias!

    Alcino Carrancho
    (Aquele Que Odeia Político Corrupto)

  6. Quando os assuntos da ordem sae dos umbrais do templo demonstra o despreparo do membro falante.

Deixe uma resposta