Marcelo Lanzarin promete enxugar estrutura da TVL e reduzir despesas em mais R$ 1 milhão

Foto: Informe Blumenau

O começo do trabalho do presidente Marcelo Lanzarin (MDB) foi acima da expectativa. Prometeu readequação da TV Legislativa e a digitalização dos processos internos, além de outras medidas que quer implementar para reduzir em R$ 1 milhão as despesas hoje no Legislativo.

Caso consiga, é uma economia importante, pois representa um esforço em fazer economia, não apenas a devolução do duodécimo, que revela que o repasse do Executivo é exagerado, apesar de ser constitucional.

A TVL é um elefante branco, assim como todas as estruturas de comunicação pública que dependem da televisão a cabo. A audiência é pequena, quase nula, e o gasto alto, acima dos R$ 100 mil, por mês.

Já passou da hora para que a comunicação da Câmara migre de fato para as plataformas digitais, alcançando mais pessoas e reduzindo drasticamente as  despesas.

É inevitável, o caminho da comunicação é este.

A redução dos papéis através da digitalização também chega em boa hora, pelo meio ambiente e para se gastar menos.

O novo presidente deixa claro que não será ele que fará a compra ou construção da tão sonhada sede própria. Mas vai construir as bases para que isso aconteça na próxima Legislatura, com planejamento e poupança.

Escrevi que Marcelo Lanzarin tinha a faca e o queijo na mão. Tem o perfil para fazer as transformações que a sociedade cobra e tentar minimizar a péssima imagem que os vereadores tem na opinião pública.

Confira um trecho da fala do presidente, quando ele resume suas propostas para economizar.

1 Comentário

  1. Alcino Carrancho, Aguardando 2020 Porque Quem Ri Por Último Ri Mais Gostoso, Ui, Ui! disse:

    “…e tentar minimizar a péssima imagem que os vereadores tem na opinião pública.”

    Comento: os vereadorzinhos se acham muito importantes, mas isso não é o que a população pensa deles.

    Blumenau não precisa mais do que 9 (nove) vereadores que é a base Constitucional.

    Lutarei a favor da redução drástica dos gastos desta Casa quase inútil e acredito que Carlos Tonet estará do meu lado.

    As entidades empresariais também estarão do meu lado.

    Política não é emprego.

    Em 2020 defenestraremos o restolho.

    Alcino Carrancho,
    El Defenestrador Muy Implacable

Deixe uma resposta