Jean Kuhlmann defende CPI para investigar compra de imóvel pela ALESC

.

Publicidade camara_blu_hz
Foto: Leo Alegri

A hipótese está sendo aventada por um grupo de deputados estaduais incomodados com compra de um prédio no valor de R$ 83 milhões, no centro de Florianópolis, feita sem comunicação no mês de dezembro, pela Mesa Diretora, então comandada por Silvio Dreveck (PP).

A informação sobre a instalação da Comissão de Parlamentar de Inquérito foi repassada pelo deputado estadual Jean Kuhlmann (PSD), em conversa na Rádio Nereu Ramos e transmitida ao vivo pelo Facebook do Informe Blumenau.

“..sou favorável a uma CPI, meu entendimento é que é um absurdo e o que eu puder fazer para reverter eu vou fazer”, afirmou o deputado, que disse ter ficado sabendo da negociação pela imprensa.

Jean Kulhmann disse também que ele e outros deputados estão discutindo entrar com  uma ação popular na Justiça. “…cheira mal, é um absurdo o que a Mesa Diretora fez”, dispara o deputado, que disse ter proposto a construção de um prédio no próprio terreno onde está localizada a Assembleia”.

O novo prédio, fruto da polêmica, está localizado na avenida Mauro Ramos e deverá abrigar cerca de 370 funcionários de atividades administrativas do parlamento, hoje distribuídos em três prédios e em uma casa alugados.

A entrevista pode ser revista aqui.  A fala sobre o prédio está a partir dos 15 minutos.

1 Comentário

  1. “..sou favorável a uma CPI, meu entendimento é que é um absurdo e o que eu puder fazer para reverter eu vou fazer”, afirmou o deputado, que disse ter ficado sabendo da negociação pela imprensa.

    Pela imprensa ? Faz o que na assembléia ?

Deixe uma resposta