Gafe, enrolation e busca por alianças

.

Publicidade camara_blu_hz

Gafe, enrolation e busca por alianças

Mais um dia se passou e muita coisa aconteceu, esse deve ser o padrão até as eleições.

Mulher vice de Bolsonaro?

Segundo informações da coluna do Lauro Jardim do Globo, aliados de Jair Bolsonaro vislumbram uma chapa com um mulher, mas o deputado federal e pré-candidato resiste à ideia, disse que pretende escolher seu companheiro de chapa por base em qualidades e não em gênero.

E por falar em Bolsonaro…

Jair Bolsonaro e Geraldo Alckmin participaram do mesmo evento, o AgroBrasilia, evento voltado para o agronegócio no DF.

O discurso de ambos?
A favor do setor, claro.

Mas Bolsonaro foi um pouco mais longe em suas promessas. Disse que pretende “tipificar as ações do MST como terrorismo”.

Procura-se aliados!

Tenho falado e repito, Jair Bolsonaro tem um apoio político minúsculo, apenas do seu próprio partido. E se continuar assim o seu tempo de rádio e televisão será pequeno.

Pra mudar essa realidade, Bolsonaro já começou conversas com o PR, especialmente por causa da proximidade entre o deputado federal e o senador Magno Malta.

Mas só pra lembrar, quem manda no Partido da República é Valdemar Costa Neto (pesquisem sobre).

Última do Bolsonaro

Bolsonaro, no evento do DF, rasgou elogios para Magno Malta, ainda defendeu que se dependesse dele o senador seria seu vice.

O problema é que o pré-candidato delegou ao PSL as alianças regionais.

“O plano real” com Alckmin

Geraldo Alckmin, pré-candidato à presidência pelo PSDB, anunciou mais um “pai do real” na sua equipe, trata-se de Edmar Rocha, mais um que vai elaborar seu programa econômico.

Gafe e enrolation

Dois brasileiros causaram polêmica nas suas viagens ao exterior.
Sérgio Moro, depois de ter se arrependido pela foto com o “quase presidente” Aécio Neves, foi clicado mais uma vez com um tucano, desta vez João Dória, ex-prefeito de São Paulo e pré-candidato ao governo paulista. Os dois se encontraram em Nova York.

O outro brasileiro que merece nosso destaque é Ciro Gomes.
Na sua visita a Estocolmo, na Suécia, o pré-candidato do PDT à presidência fez Joel Santana passar vergonha com o seu inglês.

De forma positiva? Não:
“If you call me thief, filho da pu&@, golpista, it’s crazy for me”, afirmou, diante de uma plateia formada por brasileiros e estrangeiros. Ao falar do indulto a Lula, de novo emenda as duas línguas e conclui: “I could imagine that Lula could send me to pu&@ que pariu, from jail”.

Palavrões, conceitos econômicos e propostas de governo em duas línguas, ao mesmo tempo, só o Ciro mesmo!

Meirelles

Para sair de 1% das intenções de voto, Henrique Meirelles (MDB), ex-ministro da Fazenda e possível pré-candidato à presidência, intensificou suas conversas com parlamentares do seu partido. Quer tentar o máximo de apoio possível.

Meirelles pede engajamento de deputados e senadores para que a sua candidatura ganhe força em todas as regiões.
Segundo o presidente do partido, Romero “Sangria” Jucá, o partido deve se decidir em julho.

MDB oficialmente MDB

O Tribunal Superior Eleitoral autorizou o PMDB a trocar de nome, agora é oficialmente MDB. O pedido foi feito em dezembro, mas só agora é que entrou na pauta.

Marina fora?

Segundo a Coluna do Estadão, o DEM aposta que Marina Silva vai desistir da sua candidatura por falta de apoio. Seus aliados afirmam que ela vai até o fim.

2 Comentário

  1. Sobre o Bolsonaro e o Ciro Gomes, não saberia dizer qual o mais DESTRAVADO!
    Será que num eventual segundo turno eu teria que optar pelo que fosse menos DESTRAVADO e PORRA LOUCA???

    Sobre o pmdb que agora virou mdb, mas que já foi MDB já se sabe que daqui a pouco muda de sigla mais uma vez, pois partido com PERSONALIDADE e FIRMEZA de ideais, está aí mesmo, ah,ah,ah, eh, eh, eh, ih, ih, ih, oh, oh, oh, uh, uh, uh…

Deixe uma resposta