Ex-assessor de Ricardo Alba emplaca gerência regional do IMA no Vale do Itajaí

O assessor político do então vereador Ricardo Alba (PSL) na Câmara Municipal, Frankie Luis Marin, foi nomeado  gerente regional do Instituto do Meio Ambiente do governo Carlos Moisés (PSL). Ele assume no lugar de Rosemari Bona, servidora aposentada do Estado com 34 anos de atuação, 27 anos como bióloga na Fatma.

É uma indicação do deputado estadual mais votado para o governador, do mesmo partido.

Rosemari, que não não tem vinculação partidária, assumiu a gerência em 2015 e ficou até maio de 2017, sendo substituída por Percy Borba Filho (hoje no PSD), outra indicação política, no caso do ex-deputado Jean Kuhlmann (PSD). Sempre foi reconhecida como uma técnica qualificada na área.

O novo gerente das questões ambientais do Estado em Blumenau e mais outras 11 cidades no Vale do Itajaí é advogado de formação.

Nesta escolha do governador Moisés, o que prevaleceu? O critério técnico ou a indicação política?

5 Comentário

  1. Segundo discurso do Coronel Moises, hoje Governador, seu governo primaria pela técnica.
    Qual a capacidade técnica na gestão dos assuntos do Meio ambiente, esse indicado tem?
    Essa é a grande pergunta.
    Moisés não pode incorrer nos mesmos erros dos governantes do passado.

  2. Que vergonha para o novo governador. E a promessa de quadro de profissionais técnicos? O IMA, antiga FATMA, de Blumenau vai sofrer muito com a indicação de um gerente sem capacidade para a função.

  3. Advogado encostado como gerente regional do meio ambiente ?????

    Como acreditar nestes políticos , só mudam as moscas .

    Vai advogar e deixa de ser um encostado , vergonha .

  4. Tudo como Dantes na casa de Abrantes.Só troca a mosca. (Vergonha) Continua o toma lá da cá. Continua a enganação.

  5. Então, Mais do mesmo. É filho de vice presidente como acessor do presidente BB e agora, cabo eleitoral do deputado estaudal como gerente do IMA em Blumenau. Meritocracia? Um técnico? Pergunta a diferença entre embargo e interdição e entre licença e autorização. Vai ficar gago. Mais do mesmo infelizmente. Quem se elege com um discurso deveria pelo menos, pelo menos, coloca-lo em prática. Mais do mesmo.

Deixe uma resposta