Cultura na Igreja do Espírito Santo terá recital com tenor e pianista

No sábado, 15, às 20h, o projeto Cultura na Igreja do Espírito Santo recebe o tenor Ricardo Haas e o pianista Vitor Zendron da Cunha. O recital integra diversas atividades comemorativas ao Quinquênio de Fritz Müller. No programa obras de Bach, Mozart, Chopin e Nazareth.

O projeto Cultura na Igreja do Espírito Santo é uma iniciativa da Comunidade Evangélica de Confissão Luterana do Brasil – Paróquia Centro e da Fundação Cultural de Blumenau, e conta com o apoio da Escola de Música do Teatro Carlos Gomes, da Rádio União FM e do Consulado Honorário da Áustria em Blumenau.

A entrada é gratuita.

Ricardo Haas é tenor, influenciado pelos avós maternos que vieram da Áustria e pela família paterna de origem alemã que cultivava a música como um elo familiar, já demonstrava interesse pela música ainda criança.

Profissionalmente começou no Camerata Vocale, Grupo ítalo-alemão de Blumenau, em 1981, ficou 10 anos, fazendo solos e também apresentações com o grupo. Durante esse período iniciou aulas de canto lírico em Blumenau, e mais tarde em Curitiba, com diversos professores, incluindo as cantoras líricas Neyde Thomas, Simone Foltram e ainda o barítono Rio Novello.

Fez participação em documentários e tem três CD’s gravados, um dedicado à música alemã, um com canções natalinas, e outro homenageando o maestro alemão Heinz Geyer. Com repertório vasto, canta em vários idiomas músicas sacras, folclóricas, operetas, óperas, músicas populares internacionais, Lied (em alemão) e MPB. Trabalhou com grandes profissionais da música brasileira, incluindo o maestro João Carlos Martins. Tem seu trabalho reconhecido no exterior, principalmente na Alemanha e na Áustria.

Vitor Zendron da Cunha iniciou os estudos de piano aos oito anos com a professora Rosira Ruschel.
Em 2008, ingressou na Escola de Música do Teatro Carlos Gomes para ter aulas com Reginaldo Nascimento. Venceu três edições do Concurso Nacional de Piano Professora Edna Bassetti Habith, em Curitiba. Participou de diversos festivais de música e de master classes com renomados pianistas, como Ricardo Castro, Fany Solter, Arnaldo Cohen, Cyprien Katsaris e Klaus Hellwig.


Em 2013, conquistou o primeiro lugar no 2º Concurso Internacional Federico Chopin para pianistas
sul-americanos, em Lima (Peru). Dentre os prêmios, ganhou uma viagem com estadia de duas semanas a Varsóvia. Lá, teve aulas com Piotr Paleczny e Maria Szraiber, e participou de recital organizado pela Embaixada Brasileira na Polônia. Em 2015, fez recitais de câmara com o tenor Marcos Liesenberg e com membros do quinteto austríaco Kaleidoskope. No mesmo ano foi finalista do Concurso “Prelúdio”, transmitido pela TV Cultura, em São Paulo.


Desde outubro de 2016, Vitor cursa o Bacharelado em Piano na classe da professora Sontraud Speidel, na Hochschulefür Musik Karlsruhe, na Alemanha. Sempre que regressa a terra natal integra o Clube
do Piano de Blumenau.


Da redação, com informações de Sérgio Antonello (Assessor de Comunicação Fundação Cultural)

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta