Associação das Cervejarias Artesanais de Santa Catarina elege nova diretoria

samae

O blumenauense Carlo Lapolli deixa a presidência da ACASC depois de dois anos, ele que é um dos pioneiros do mercado na cidade, no estado e no país. Lapolli foi um dos fundadores da Cerveja Blumenau.

A eleição acontece na quarta-feira, às 19 horas,  na Escola Superior de Cerveja em Malte e o novo presidente será Alexandre Mello, da Cerveja Itajahy.

Lapolli deixa a presidência da ACASC para se candidatar à presidência da Associação Brasileira das Cervejarias Artesanais (Abracerva), que acontece no dia 28 de julho, em São Paulo (SP).

Entre os avanços da sua gestão, destaca a participação na articulação para a inclusão da categoria no Simples Nacional e a criação da Catharina Sour. “Fizemos um trabalho colaborativo, com participação de todos e buscamos integrar o estado em uma região ainda mais forte no cenário cervejeiro nacional”, comenta.

A Associação das Cervejarias Artesanais de Santa Catarina também teve papel ativo na estruturação do Vale da Cerveja, que estimula o turismo ligado à bebida no Vale Europeu. Apoiou ainda o movimento Eu Bebo Cerveja Local, criado por um grupo de cervejeiros de Florianópolis para estimular o consumo e o conhecimento sobre as marcas regionais.

Fundada há dois anos, a Acasc é uma entidade privada sem fins lucrativos que reúne produtores de cerveja e fornecedores do negócio. São cerca de 30 associadas de diferentes cidades do estado.

Outra luta da associação é a redução da carga tributária, em especial o ICMS. No entendimento da entidade, ele deve ser equiparado ao vinho artesanal que atualmente já possui um tratamento diferenciado em Santa Catarina.

Da redação, com informações da Melz Assessoria de Imprensa.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta