3 de anos de Informe Blumenau em meio ao tiroteio

Na semana que passou, o Informe Blumenau completou três anos de existência nesta nova fase, mais profissional.

Um trabalho independente, um tanto solitário, não ligado a grupos empresariais e nem políticos.

Cavando furos, repercutindo atos e fatos, opinando, informando. Repassando, em alguns casos.

Fazendo jornalismo, com os acertos e erros. Com opinião em muitos casos, nunca escondendo isso. Mas com respeito a todos os lados.

Empreendendo, testando modelos de negócio, experimentando.

Estou escrevendo essas palavras para destacar a passagem do terceiro aniversário, mas com coração apertado, preciso confessar.

A insanidade estabelecida nas redes sociais, ainda mais nesta fase da polarização eleitoral, atinge níveis alarmantes. Comunista, “petralha”, vendido, são alguns adjetivos que tenho recebido diariamente.

Concordar ou discordar faz parte, mas as pessoas se passam. Não leem, não analisam o contexto, o conjunto e preferem dar opiniões, algumas de cunho pessoal, com uma agressividade desnecessária.

E cansativa.

Comemoro os três anos, pela repercussão, pelos bons e fieis leitores, pelo bom desempenho do Informe do ponto de vista editorial e comercial.

Mas espero tempos melhores para todos nós, com mais tolerância e respeito.

Os políticos podem ser adversários nos processos eleitorais, mas nós somos cidadãos de uma mesma nação. Nem melhor, nem pior, cada um com suas convicções.

 

5 Comentário

  1. Parabéns Alexandre e equipe .

    O Informe Blumenau passou a ser leitura diária , jornalismo sério e dando condição dos leitores colocarem suas opiniões .

    Continue assim , não se intime jamais …..

  2. Parabéns pelo esforço, empenho, dedicação. Não se abata diante da ignorância.

  3. Parabéns amigo Alexandre Gonçalves. Continue nos informando sempre.

  4. Congratulações amigo Alexandre pelo seu êxito!
    apenas lamento que vc não publica ‘on line’ nossos posts…

  5. Olá, modero pois respondo a dois processos – um já arquivado – justamente por conta de comentários pejorativos contra uma pessoa que acabou passando. Obrigado pelas palavras.

Deixe uma resposta